Política de QSMS

RSU Brasil 

Versão 1 - Abril 2017



  1. Introdução.

    1. Este documento ("Política") disciplina a Política de QSMS - Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde da RSU Brasil Participações, Exportação, Importação e Comércio Ltda. ("RSU" ou "Companhia"), observadas as disposições do Contrato Social ("Contrato Social") e da legislação em vigor.

    2. Um sistema de gestão pode ser definido como o conjunto de pessoal, recursos e procedimentos, dentro de qualquer nível de complexidade, cujos componentes associados interagem de uma maneira organizada para realizar uma tarefa específica e atingem ou mantém um dado resultado.

    3. Os objetivos de um sistema de gestão são o de aumentar constantemente o valor percebido pelo cliente nos produtos ou serviços oferecidos, o sucesso no segmento de mercado ocupado (através da melhoria contínua dos resultados operacionais), a satisfação dos funcionários com a organização e da própria sociedade com a contribuição social da Companhia e o respeito ao meio ambiente.

    4. Para que tais objetivos sejam alcançados, é importante a adoção de um método de análise e solução de problemas, para estabelecer um controle de cada ação. Há diversos métodos sendo utilizados atualmente. A maioria deles está baseada no método PDCA - Plan, Do, Check, Act.

    5. Um Sistema de Gestão Integrada (SGI) pode ser definido como a combinação de processos, procedimentos e práticas utilizados em uma organização para implementar suas políticas de gestão e que pode ser mais eficiente na consecução dos objetivos oriundos delas do que quando há diversos sistemas individuais se sobrepondo.

    6. A gestão isolada dos sistemas de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde, pode significar uma série de desvantagens para a RSU, podendo dar origem a um sistema de gestão demasiado complexo, confuso.

    7. Um sistema integrando a Gestão da Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde, uma vez implantado corretamente, minimiza e aperfeiçoa os processos e os componentes dos vários sistemas, criando um único sistema de gestão, centrando as atenções para um conjunto único de procedimentos, que associam as áreas de interesse.

    8. Assim, a RSU desenvolveu e definiu uma Política do Sistema de Gestão Integrado de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde (QSMS), visando fornecer aos seus clientes serviços de qualidade, atuando sempre de modo seguro, saudável e com responsabilidade social corporativa.

    9. O QSMS busca garantir a eficácia da Companhia, com redução simultânea dos riscos associados à sua atividade e redução dos respectivos impactos ambientais.

    10. Ao implantar a gestão integrada de QSMS, a Companhia tem os seguintes objetivos:

    11. (a) aumentar a satisfação das partes interessadas;
      (b) aumentar a capacidade de fornecer produtos que atendam aos requisitos dos clientes;
      (c) eliminar e reduzir riscos à saúde e segurança dos trabalhadores;
      (d) respeitar o meio ambiente e prevenir a poluição;
      (e) garantir a qualidade dos serviços, atendendo aos requisitos legais, normas e especificações aplicáveis;
      (f) promover o desenvolvimento e o bem-estar dos trabalhadores através de ações de responsa- bilidade social; e
      (g) buscar a melhoria contínua do Sistema de Gestão Integrada de QSMS.

    12. A implementação do programa de gestão ambiental e de todas as atividades necessárias para garantir que os objetivos ambientais da RSU sejam atingidos, deve garantir, principalmente:

    13. (a) estrutura e responsabilidades - a definição dos colabores responsáveis pelos objetivos am- bientais, que tenham a autoridade e os recursos necessários para a realização das suas atividades;
      (b) treinamento, conscientização e competências - que todos os colaboradores que executam tarefas que podem criar impactos ambientais sejam treinadas sobre a importância e operação da QSMS, sobre os impactos ambientais que suas tarefas podem causar, ao meio ambiente e como agir em situações de emergências, evitando prejuízos ao meio ambiente;
      (c) comunicação - uma boa comunicação dentro da Companhia sobre a QSMS;
      (d) documentação - que todas as informações sobre da QSMS estejam documentadas;
      (e) controle de documentos - que os documentos sejam elaborados, aprovados e alterados por colaboradores com conhecimento e autoridade, não podendo existir documentos desatualizados na Companhia e todas as pessoas devem ter acesso aos documentos necessários para a execução de suas tarefas;
      (f) controle operacional - que todas as atividades, operações e processos que possam causar impactos ambientais, estejam identificados junto com os parâmetros (valores) aceitáveis de trabalho, devendo ser constantemente controlados, ou seja, supervisionados;
      (g) preparação e atendimento a emergências - que todas as ações para atender a acidentes e emergências, com impactos no meio ambiente, já estejam planejadas, padronizadas e documen- tadas em procedimentos;
      (h) monitoramento e medição - a Companhia deve monitorar todas as características das ope- rações e atividades que possam causar impactos ambientais; e
      (i) não conformidade e ações corretivas e preventivas - toda vez que se identificar algum pro- blema nas atividades que podem causar impactos ambientais, deve-se:
      (i) adotar medidas para amenizar qualquer prejuízo ao meio ambiente; (ii) tomar ações corretivas para eliminar as causas do problema e (iii) ações preventivas para evitar que o mesmo problema se repita.

  2. Qualidade

    1. Da gestão da qualidade depende a sobrevivência das empresas que precisam garantir aos seus clientes a total satisfação com os bens e serviços produzidos, contendo características intrínsecas de qualidade, a preços que os clientes possam pagar, e entregues dentro do prazo esperado.

    2. A gestão da qualidade tem como indicativos claros dos resultados através do grau de fidelidade do consumidor e a possibilidade de transformas clientes em consumidores. Sendo que é fundamental atender e, preferencialmente, exceder às expectativas dos clientes. A obtenção da qualidade total parte de ouvir e entender o que o cliente realmente deseja e necessita, para que o bem ou serviço possa ser concebido, realizado e prestado com excelência.

    3. A ISO 9001 é um conjunto de requisitos que tem como objetivo orientar as empresas no sistema de gestão da qualidade, com o objetivo de satisfazer os clientes, buscar a melhoria contínua e assegurar a competitividade da empresa. Esta norma pode ser aplicada a qualquer tipo e porte de empresa.

  • Saúde e Segurança

    1. Acidente do trabalho é conceituado como: o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause morte, a perda ou a redução da capacidade para o trabalho permanente ou temporária, ou acidentes típicos, decorrentes da característica da atividade profissional desempenhada pelo acidentado, acidentes de trajeto, quando ocorridos no trajeto entre a residência e o local de trabalho e vice-versa e doenças profissionais, que são as desencadeadas pelo exercício de trabalho peculiar a determinada atividade, de acordo com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

    2. Os riscos ou agentes ambientais constituem um capítulo importante de acidentes e doenças do trabalho. Estão incluídos nas condições inseguras e é definido na NR n° 9 - Portaria 3214/78 - Ministério do Trabalho e Emprego. São eles: agentes físicos, químicos e biológicos. Os riscos mecânicos (ou riscos de acidentes) e ergonômicos não são descritos na NR 9, mas são agentes que também podem causar acidentes e doenças.

    3. A norma que regulamenta o Sistema de Gestão de Segurança OHSAS 18001 tem como premissa, não somente tratar da segurança dos colaboradores da RSU, mas, também dos peri- gos, riscos e danos específicos na concepção do Projeto, com vistas a preservar a saúde e integridade física do executante, bem como das instalações após a entrega pelo fornecedor e disponibilização ao cliente da RSU.

  • Meio-Ambiente

    1. 4.1     O sistema de gestão ambiental consiste em um conjunto de atividades planejadas, for- malmente, que a RSU realiza para gerir ou administrar sua relação com o meio ambiente. É a forma pela qual a Companhia se mobiliza, interna e externamente, para atingir e demonstrar um desempenho ambiental correto, controlando os impactos de suas atividades e serviços no meio ambiente.

      4.2     A política ambiental é uma declaração da RSU e o seu "termo de compromisso ambiental". Essa política deve atender às seguintes exigências:

            (a) Ter compromisso com a melhoria contínua;
            (b) Explicitar compromisso com o atendimento aos requisitos legais;
            (c) Ser documentada e comunicada a todos;
            (d) ser compatível com outras políticas e normas internas (qualidade, saúde do trabalhador e segurança);
            (e) incluir um compromisso com a prevenção da poluição;
            (f) revista ao final de cada ciclo; e
            (g) imutável dentro do ciclo.